E se “sempre” fosse só “agora”?

IMG_0141

Eu não quero pensar em pra sempre, porque o sempre é uma escolha também.
Mas eu queria que por um tempo, a gente se gostasse de um tamanho maior que os nossos medos, vaidades, egoísmos e nos esforçacessemos pra juntos sermos um pouco mais felizes, no tamanho de um sempre limitado.
Que a gente fosse capaz de sentir o mesmo amor que a gente sente pelas pessoas boas da rua, de maneira mais próxima em nós dois. Que a gente se descobrisse em águas mais profundas.
Que a gente parasse de correr na direção dos abismos que nós criamos para nos julgar salvos de tudo que incomoda o que nos acomodou.
Que fosse a gente o endereço do abrigo em que o outro encontra refúgio. Nos fízessemos de casa para que quando o outro decidisse vir morar, encontrasse a porta aberta e aos poucos trouxesse sua mobília e começasse decorar.
Eu iria explorar as palavras do vocabulário para soletrar o seu sorriso.
Eu me lembraria de parar pra olhar uma flor e enxergar nela a beleza que é existir.
Eu ia querer sentir o calor da luz do sol nos seus abraços.
Eu enxergaria o brilho da luz das estrelas no seu olhar dentro do meu.
E tudo isso eu nem espero que seja um sempre, mas que enquanto o sempre for agora, que você deixasse acontecer.
Anúncios

É preciso fluir

dsc_0046
Acordei como quem nada dormiu, mas em meio a processos neurológicos lentos consegui assimilar que, de fato, as horas empregadas no descanso não foram muitas.
Milhares de fantasmas me sondaram noite passada, eles me sussurravam aos ouvidos palavras que eu ansiei responder aos gritos e por contê-los tenho agora uma crise aguda de gastrite.
As dores físicas que eu sinto agora são meros reflexos do meu estado atual psicológico, minha musculatura contraída ao ponto de me diminuir dentre tanta chateação.
Eu tenho enfermos os nós da garganta que engoli a seco no momento em que me segurei para não desmoronar uma avalanche de ódio diante de você.
Eu contive cada uma das minhas tensões para manter no seu rosto o sorriso cínico e agora carrego, literalmente nas costas, o peso de cada lágrima triste que eu não quis derramar.
Não me adianta em nada a medicina formal que quer tratar um corpo que parece estar sem alma. Preciso dar vida nova aos meus sentimentos. Preciso que eles saibam que eu sei que sinto, preciso dizer pra mim mesma agora, amanhã e cada dia mais, que eu não sou obrigada a me anular pra evitar conflitos, pois os meus próprios conflitos não se anulam em mim.
Não posso me tornar escrava acorrentada do mal que eu me faço, cada vez que penso que evito maldar a vida de quem muito mal me faz.
Energia… Energia…

Acredite… Somos corpos enérgicos mas não aguentamos sobrecargas. Às vezes os choques são inevitáveis e até necessários.
Como um fio condutor, estamos levando e trazendo por nossos corpos, nossas mentes, nossas almas, uma grande quantidade de energia. É necessário saber até onde conseguimos transmitir sem sobrecarregar-nos. Desligue, desconecte, descarregue, choque, -entre em choque-, mas não espere a explosão.
Grite, liberte, fale, escreva, toque o chão, medite, descubra o seu equilíbrio, mas alivie as dores da alma, antes que elas afetem o seu corpo.
Durma bem.

Coma bem.

Faça o bem, mas faça-se bem.

Antes de permitir, se permita.

Cuidar de si não é egoísmo, e sim a maior prova de amor ao mundo.
Eu sou a pessoa que eu quero ver no outro?

Se sim… Parabéns!

Nós vamos seguir a diante sendo cada dia melhores.

Menos juiz e menos juízo 

Mulher yoga Paraty
 

Será muito menor a quantidade de elogios a de críticas. Desproporcionais eu diria.

As pessoas estão fadadas a despejarem sobre as outras as suas frustrações e infelicidades e acabam por projetar nos outros todos os seus problemas.
É difícil ficar imune ao ódio, rancor e mágoa alheia. Manter os ouvidos abertos para ouvir aqueles que nos querem e nos fazem bem. As vezes nos esquecemos que a grande maioria das pessoas que criticam as nossas atitudes, nosso comportamento, nossos hábitos… A maior parte dessas pessoas nem nos conhecem de verdade. Superficialmente se sentem no direito de julgar de acordo com o seu ponto de vista o certo e o errado. Sem ponderar se quer as conseqüências do que diz.
Todos os dias pessoas matam pessoas com palavras e todos os dias as pessoas esquecem que amanhã elas podem ser apontadas, vitimadas pelos mesmo atos que praticam.
A nossa natureza é impura e fraca.
Mas feliz daquele que sabe que o importante é só o que importa de verdade.
Sem contra ataques! Sem vingança!
Não é preciso apontar o dedo de volta, a vida é uma sucessão de ciclos que iniciam e terminam o tempo todo.
E os odiadores, odiaram.
Os amadores, amaram.
E os juízes também serão julgaram, julgarão…
E pra evitar um final de dor…
Plante mais flores.
E pense no silêncio.

A mulher e a menina

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/26d/18689737/files/2015/01/img_8008.jpg

Como cresceu!
Aprendeu a sentar, a andar, a falar.
Aprendeu a dizer o que quer, o que não quer.
Parece tão forte e determinada, menos quando pede colo com os olhos cheios de lágrimas.
Não quer dormir, mas os olhos se queixam e insistem em pesar.
Deitada se vira de canto em canto e quando se acalma… Sou eu que me encanto.
Me enquadro e te emolduro pra tornar eterno cada momento.
E se falta por um segundo você aqui parece que fui eu quem deixou de existir.

Me misturo sem saber onde começa você e termino eu.
De passo a passo entre saltos e tropeços.
Eu seguro a sua mão quando me levanto e quando você cai.
Tão circunstancial presença ou ausência.
É sincera a dúvida que eu vivo todo dia. Não sei se é a mulher a mãe da menina ou se é a menina a mãe dessa mulher.

A Lógica da vida ou a Bio Lógica

Imagem

Todo mundo fala sobre o equilíbrio, a necessidade da temperança em todas as coisas, o ponto médio, o meio termo, a medida. A gente expressa de mil formas e com mil expressões, usamos e repetimos sempre a mesma coisa, mas nem sempre nos damos conta dessa medida real.

A vida tem uma lógica com um sentido tão comum quanto a fisiologia…
Há momentos de picos de êxtase, muitas emoções, muitas alegrias, muitos sorrisos, muitas festas, muita coisa boa. Muita coisa que é muita… Nesse momento todo o combustível é queimado com mais velocidade.
Há outros momentos em que tudo desacelera, tudo fica tedioso, chato, sem novidade, massante, rotineiro. O ritmo fica tão lento que parece que o tempo passa muito devagar e os momentos são tortuosos. É exatamente nesses momentos que se explica a ligação com a fisiologia… Como no metabolismo, onde quando o corpo entende que você precisa de reservas, ele poupa, nessas horas as boas memórias são exatamente assim.  Você precisa se lembrar das coisas boas que já aconteceram pra que possa ser impulsionado a superar os momentos difíceis.
Boas memórias são como as reservas que te suprem as necessidades nos momentos de crise, relembrar que tudo nem sempre foi tão triste, tão ruim. É importante saber que você, a mesma pessoa entediada de agora, já esteve na companhia de pessoas muito boas, em lugares fantásticos e que essa também é parte da história da sua vida e que foi maravilhoso poder viver e construir tudo isso.

Toda fuga de rotina só é boa se houver uma rotina…
Tudo que é fenomenal, maravilhoso, incrível, fantástico e todos os outros adjetivos só tem essa qualificação se existir o comum logo ao lado de cada um deles. A partir do momento em que a vida se torna só o SUPER, o super vira o comum e o comum vira o chato e aí deixa de existir.

É preciso uma pitada de sofrimento para humanizar a vida, só a felicidade é capaz de te desligar do mundo real e te fazer perder a capacidade de desfrutar do que é bom.
Os momentos não tão bons podem ser a incubadora de outros grandes feitos… Quem sabe não é a partir daí que um certo click acontece para iniciar um outro renascimento, mudando a fase, começando outro ciclo.

Que você entenda melhor o seu “metabolismo vital” e que saiba usufruir dos seus momentos bons e ruins. Que aproveite cada um deles e que se sinta feliz por ter a capacidade de viver tanta coisa.
Construa sempre coisas boas a partir de qualquer experiência e conte sempre com as pessoas boas e as que te fizeram aprender algo e também as que você teve a felicidade de encontrar na vida. Conte com elas ao seu lado ou nas suas memórias, tudo sempre será útil!

 

 

 

ao meu melhor amigo com carinho.