Por elas

Eles querem que a gente suba nos saltos, mas não pise nas tamancas.
Eles querem que a gente seja bela, mas não pra nós mesmas.
Eles têm medo que as nossas vozes se igualem as vozes deles.
Eles querem nos ver por baixo.

Mas a gente se reúne, a gente se abraça, a gente se apoia e a gente luta junta.
A gente se sustenta e a gente se ergue.
A gente escolhe alguém que seja a voz das nossas vozes. Querem calar uma, querem calar todas nós.

Querem dizer desde pequenas quem devemos ser. Querem nos impor, nos diminuir, querem menosprezar o nosso agir, querem nos dividir e nos emudecer.

Mas silenciosa não será a nossa revolução.
Nos vamos falar, nós vamos ensinar, nós vamos educar. Nossas filhas, nossas meninas, nossas ideias, nossas criações e crias. Nosso futuro vai chegar.

As deusas do agora, as donas de suas histórias. As mulheres que gritam pelo direito de serem livres, felizes, por viver e pela vida. Vida digna. Vida nossa, vida de quem sai da gente. Vidas humanas valorizadas pela riqueza de ser quem são. Pelo direito de ser quem são.

quem-era-marielle (1)

Anúncios

Meninas (Parte I)

Cresceram as meninas
Todas elas que outrora brincavam com bonecas
Cresceram todas
As princesas, as fadas, as pequenas damas, as fantasias e os encantos.

Elas agora se pintam com muito mais destreza
Se vestem com recortes e detalhes que revelam seu corpo que também cresceu
Elas já sabem jogar com seus poderes
Acionam o que querer com simples estalar de dedos
Despertam sensações com o toque de seus lábios
Elas desarmam… Descompõem…
Seu olhar que por vezes beira a meiguice, outrora seduz
Olhar de quem decide o que quer, quando e como quer

Cresceram as meninas
Já não querem mais serem tratadas como bonecas
Elas são de carne, osso e suspiros profundos
Elas sabem como dói o coração
Já aprenderam a ferir quando são feridas

Elas já não são mais meninas…
Cresceram todas!

20140123-000642.jpg