Coração Valente

Nesse clima de mudança, mexendo em papéis, revirando coisas da casa, me deparei com a lembrança que 7 anos atrás descobri a gravidez, nesse mesmo fim de julho.
Lembrei do caminhão de emoções, era uma mistura de medo, amor, insegurança. No meu primeiro exame, aquele onde ouvi o coração galopante dela com apenas 8 semanas e uns milímetros, descobri a força que ela tinha e recebi também a notícia de que ela estava em risco.
Menos de uma semana que eu soube da existência dela e o médico me descarrega a notícia de que eu poderia perdê-la. Sentei no estacionamento do hospital, liguei pra minha mãe, eu chorava muito. Ela me acalmou e disse que ia ficar tudo bem, que eu não iria perdê-la.

Lembro de chegar em casa, me olhar no espelho e falar com ela, nem sabia ainda se era ELA, mas era meu bebê. A gente começou a conversar desde cedo. Tomei progesterona por alguns meses e ela ficou bem. Tudo se desenvolveu normal.

Quando ela estava na barriga, cantávamos parabéns pra ela toda noite, só assim ela parava de se mexer, quando ela nasceu e veio chorando pro meu colo, cantei parabéns, ela reconheceu minha voz e se acalmou.

Falo com ela todos os dias, mas hoje sou eu que me acalmo a ouvir a voz dela.
Feliz 7 anos que te descobri.
Obrigada por me escolher.
Te amo.

37784104_2013149195396772_5260731322896220160_n

Anúncios

#Obrigada – Jaqueline

O que define uma família?

Quais parâmetros podem medir se alguém é de fato parte tão importante da minha vida?
Genética? Desenho de árvore genealógica? Um exame?
Jaqueline, a Jaque. Fala baixinho, ri alto e abraça forte.
Eu ainda vou contar a história de muitos anjos, mas começo por ela, que sempre me emociona.
Eu não sei se eu enviei um convite, mas sei que ela aceitou fazer parte da minha. Muitas vezes ela não está lá, mas divide comigo e me faz ter fé na vida de novo.
Me faz sentir família, com abraço de mãe, colo de amiga e gargalhada de cúmplice. E eu nunca entendo quando ela tenta me dizer obrigada por algo, pois eu não conseguiria jamais retribuir a tanto. Poderia narrar muitas coisas, mas um dia ao contar de um problema meu para Jaque, ela me olhou nos olhos chorando e me perguntando Porquê? Porquê tanto sofrimento?
E eu chorei, não pelo que eu vivia, mas porque naquele momento ela fez eu sentir que não merecia sofrer, mas que eu merecia ter pessoas na minha vida como ela e quando alguém no mundo aceita dividir com você aquilo que é seu, o seu peso se torna mais leve e mesmo a sua felicidade se torna mais plena.
É não estar sozinho.
Escolha!
É isso que define família. É escolher dividir. Dividir é levar e é trazer. É receber e também oferecer. Partilha.
Jaque, obrigada pela sua escolha, não só comigo, mas pelas escolhas que você faz da sua vida e pelo que elas fazem com você.
Você me faz acreditar em muitas coisas boas.
Você me diz que eu sou jovem, é que eu vivo esquecendo, mas me lembro quando te vejo.
Você me faz ver que quem está certo não precisa falar mais alto e nem por último.
Você me faz ver que nem sempre que gestou um filho é que a mãe.
Me faz entender respeito. Quanto mais se dá mais se tem.
Valor de uma amizade é ter uma amizade que não tem preço.
Muito obrigada Jaque. Obrigada pelo que você é e pelas outras 4 pessoas maravilhosas que você trouxe pra minha vida!
Amo vocês!

Aos dois…

Aos dois

Aos dois anos de idade nenhuma criança vai lembrar se você trabalhou e ganhou muito dinheiro para poder pagar a ela uma boa faculdade.
Aos dois anos ela acha mais divertida a caixa do que os presentes.
Uma criança de dois anos não acorda pensando no que ela vai ser quando crescer, nem se preocupa com a política, economia ou se ela em dezembro vai passar férias na Disney.
Aos dois de idade uma criança quer brincar, ela tem energia, quer correr.
Aos dois anos ela tem seus personagens de desenho animado e pede que você assista e dance com ela. Ela te pega pela mão e diz VEM! Brinca comigo!

Ela se lembra das festas de aniversário em que brincou com os amigos no final de semana e das tardes que vocês se sujaram muito brincando de tinta ou na terra.

Aos dois anos ela não se importa se a roupa dela é importada. Ela quer qualquer roupa confortável o suficiente para que ela possa correr, escorregar, pular…

Ela quer abraços quando acorda assustada, e quer colo quando está cansada. Ela quer dormir com você quando tem medo.

Aos dois anos ela aprende palavras novas, chama as pessoas pelo nome e diz que a mamãe é grande e ela é pequenininha. Ela é madura o suficiente para saber a hora de ir ao banheiro, mas criança o bastante para brigar com o sono quando quer brincar.

Ela vai querer amor como em qualquer outra fase da vida, mas ela precisa de paz, de presença, de cuidados e de atenção.

São os exemplos das pessoas próximas que ajudarão na formação de sua personalidade e de seu caráter. São seus pais, seus avós, seus tios… A família que a cerca, que a ama…

Aos dois anos é disso que ela precisa. De um mundo que fale com ela em uma mesma unidade.
Aos dois anos toda criança é uma terra fértil, esperando por sementes.

Tenha tempo…
Plante coisas boas…

IMG_5087.JPG

Nove de março

Fica difícil não me repetir quando tenho uma musa que mereça tantas palavras que venham do fundo do meu coração. Ainda que eu me repita, não posso conter as palavras que querem sair de dentro de mim.

O dia da mulher é comemorado em 8 de março, mas foi no dia 9 que eu me descobri uma deusa.
Dia 9/03/2012, 16:01 horas, Tijuca, Rio de Janeiro. Foi assim que ela veio ao mundo pra me fazer naquele exato minuto sentir uma coisa que nunca tinha experimentando antes na minha vida e que eu não sei se é possível sentir igual. Foi naquele minuto que eu ouvi o choro dela pela primeira vez e a senti em meu braços, e a vendo instantaneamente parar de chorar e se aconchegar no meu abraço de mãe, foi aquele o momento mais incrível da minha vida!

Já se passaram dois anos desde a primeira vez que ela respirou!
Antes já era amor, foi uma preparação, foram chutes, pontapés, foi ouvir seu coração batendo em todos os exames, foram muito enjoos, foram milhões de pensamentos de como seria a vida quando ela chegasse, ansiedade ao ver suas roupinhas e as coisas que se transformavam na casa para aguardar a sua chegada. E agora já se foram dois anos e ela TODOS OS DIAS aquece a minha vida com esse mesmo amor.

Minha menina aprendeu a andar, falar, comer sozinha, escovar os dentinhos. Já gosta de se pentear e calça os meus sapatos, se aventura a brincar com a minha maquiagem e ri de si mesma quando se olha no espelho toda linda. Seu vocabulário é extenso e ela gosta de subir e descer degraus sem ajuda.
Eu não consigo explicar a maravilha que é assistir ela crescendo e evoluindo dia a dia… Não sei explicar esse sentimento que dói de tão imenso. Que saudade é essa que sufoca quando nos afastamos mesmo que por algumas horinhas.
É um amor que eu não quero que acabe…

Eu aprendo todos os dias com os meus erros e com os meus acertos e eu aprendo todos os dias ao lado dela. Com cada sorriso, cada gesto, ela me ensina com a sua simplicidade e inocência. Nos erros ou nos acertos… A gente só precisa sentir, admitir, corrigir e seguir em frente! Que eu possa sempre ensinar e aprender com ela e que seja simples e cheio de verdade.

Hoje é o dia dela, talvez ela nem entenda, ela não pede e não exige nada, o que ela precisa é de abraço, de beijo e de amor.
Nossa festa é cotidiana, é acordar juntas, caminhar de mãos dadas, brincar com os cachorros da rua, correr, escorregar, pular sem parar, cozinhar juntas, espalhar brinquedos pelo chão, inventar coisas, resignificar objetos, cantarolar, adormecer abraçadas. Nossa festa são as coisas impagáveis que vivemos.

Não podia imaginar que minha vida ganharia tanto valor com um nome de três letras.

Seja sempre bem-vinda filha, como você foi desde o dia em que te descobri, como te falei desde a primeira vez. Bem-vinda minha filha!

Meu melhor presente por toda a minha vida.

20140310-223427.jpg

Sou dela!

20140223-221804.jpg

Tento resistir e hesitar, mas é sempre mais forte que eu. Quando ela resolve sorrir, ela desconstrói meu mundo em um segundo e consegue reergue-lo com traços mais vivos.

Eu sou dela e não consigo negar que meu coração é seu por inteiro. Quando ela me abre os braços e me olha com aquele olhar de quem diz “eu te preciso”… Só consigo retribuir abrindo os meus dizendo “estou aqui”.

Faço jogo duro e cara feia pra que ela entenda que amor também é impor limite, mas ela me faz entender que com doçura é mais fácil ensinar.

São seus sorrisos, seus abraços, seus beijos, seus afagos, sua voz doce que canta músicas que eu não compreendo e é o fato de você ser minha e eu ser completamente sua.

É tudo que você me trouxe desde o primeiro instante. A mudança, a preocupação, a maturidade, a responsabilidade, é o aprendizado diário, mas é principalmente o amor novo que eu descobri em você, o amor que eu ouvia falar, mas que eu senti quando você respirou a primeira vez.

É por cada um desses dias que você veio pra iluminar a minha vida!

Eu sou sua e você é minha… Não minha de me pertencer no sentido de posse, não… Não te quero prisioneira, mas minha no sentido de minha amada, que longe ou perto nunca vai mudar.

Eu te amo, meu sorriso!

TOP BLOG 2013

Queria agradecer a todas as pessoas que colaboraram com o blog nesses últimos anos e aqueles que esperam com paciência durante os períodos em que eu não consigo fazer postagens.
Logo que possível voltarei a ter mais frequência nas postagens aqui.
Esse ano eu fui escolhida, graças a vocês, para concorrer ao TOP BLOG 2013. Gostaria de pedir a colaboração de todos e também os votos.

É simples, clica no selinho que fica logo ali ao lado e votem em mim 😀

Obrigada

Sendo mãe……

Sendo mãe…

Nós que conhecemos o mundo de uma forma nova e que falamos de texturas de cocô como quem discute política e que achamos o máximo tudo de novo que eles fazem, que adoramos ser recebidas com aqueles bracinhos abertos e sentir o cheirinho gostoso de quando eles acordam. Nós que nos dividimos em todas as nossas funções e ainda queremos ter tempo pra ficar bonitas… Nós devemos ter sido trazidas de outro mundo… Ser mãe é ser sobrenatural

A cria que criei.

Aaah! Quem não tem não sabe como é. Ser Criador!

Quem só pensa no lado trabalhoso, cansativo e caro, não sabe o quão recompensador é poder contemplar a sua criatura. Ganhar um sorriso… Ver cada pequena evolução que é muito mais extraordinária do que a evolução do mundo todo… Ver um pedacinho seu, que anda, que fala, que pensa, que sente e que ri e faz rir. 
Quem não tem pode até fazer ideia, mas não sabe como é no fim da noite que a gente para só pra olhar esse pedacinho de ser humano jogadinho, preguiçoso, esparramado na caminha… 
E é tão puro, é tão verdadeiro. É gratuito esse amor que só quer o melhor.

É detalhe, miudeza, pequeninice e bobagem, mas é bom, é tão bom… 

Um cheirinho, um sorriso, um abraço apertado, umas mordidinhas… Uma soneca no colo, uma música chata pra ficar na cabeça o dia todo, os brinquedos espalhados pela casa e a vontade de estar ao lado em todos os momentos.

É minha. Minha criaturinha. É pedaço meu e é pra sempre!

Para Lis

É tão difícil explicar o emaranhado de sentimentos que eu tenho agora. Sinto-me alegre, preocupada, responsável, boba, insegura, apreensiva… Eu vou ser mãe! É como se do dia para a noite a minha vida mudasse totalmente de sentido! Se antes eu fazia planos para mim ou até mesmo se eu não me encontrava, eu agora tenho um sentido para tudo. Eu estou trazendo uma nova vida para o mundo, um ser que está se desenvolvendo dentro de mim, que desde muito pequeninho já tinha um coração e um ser que desde o primeiro dia em que eu soube que existia, já era amado.
A minha filhinha vai nascer!
Não consigo não sorrir e chorar ao falar com você enquanto acaricio a minha barriga que está crescendo todos os dias, me emocionar ao sentir seus chutes e pensar em como será o seu rostinho, seu cheiro, seus traços…
O meu mundo mudou, está mais cor-de-rosa… Obrigada filha por me fazer mãe e por me fazer sentir um amor que eu não imaginava que pudesse existir. Obrigada por me mostrar o mundo tão melhor, por me fazer forte e me desculpe filha se às vezes eu choro por achar que eu estou muito gordinha e por reclamar quando vejo que as minhas roupas não me servem mais, não choro por você está crescendo aqui dentro, é que as alterações hormonais são mais fortes que eu. Quando eu penso só em você eu sei que tudo fica mais bonito, a mamãe é chorona mesmo, não ligue.
Filha, eu durmo e acordo todos os dias cercada de novos sentidos. Enquanto você não chega eu passo horas a namorar suas roupas e sapatinhos e a preparar o mundo aqui para a sua chegada. Lis, você ainda nem chegou, mas o papai e a mamãe te amam tanto. Eu sei que você não vai se lembrar, mas eu queria que você soubesse que nós passamos muitas noites cantando pra você e sorrindo ao sentir seus movimentos enquanto tentávamos descobrir qual era a parte do seu corpinho que se mexia. Nós ficamos ansiosos por cada consulta ao médico e nosso coração mudava de ritmo toda vez que nós escutamos o seu coração bater. Nossos olhos enchem de água toda vez que vemos um brinquedinho, nós nos olhamos e sorrimos toda vez que vemos um bebê na rua e sempre nos perguntamos como você vai ser. Ficamos fazendo mil suposições sobre a cor dos seus olhos, dos seus cabelos e se você vai gostar de andar de skate ou de dançar balé. Nós ficamos bobos, completamente derretidos, transbordando de amor.

Não sei o que você vai ser quando crescer, nem podemos planejar a sua vida por você, mas posso garantir que você poderá sempre contar com o nosso amor e com o nosso apoio. Minha pequena florzinha que está chegando ao mundo… Venha fazer os nossos dias mais belos e suaves, transformando todo instante em único.