Coração Valente

Nesse clima de mudança, mexendo em papéis, revirando coisas da casa, me deparei com a lembrança que 7 anos atrás descobri a gravidez, nesse mesmo fim de julho.
Lembrei do caminhão de emoções, era uma mistura de medo, amor, insegurança. No meu primeiro exame, aquele onde ouvi o coração galopante dela com apenas 8 semanas e uns milímetros, descobri a força que ela tinha e recebi também a notícia de que ela estava em risco.
Menos de uma semana que eu soube da existência dela e o médico me descarrega a notícia de que eu poderia perdê-la. Sentei no estacionamento do hospital, liguei pra minha mãe, eu chorava muito. Ela me acalmou e disse que ia ficar tudo bem, que eu não iria perdê-la.

Lembro de chegar em casa, me olhar no espelho e falar com ela, nem sabia ainda se era ELA, mas era meu bebê. A gente começou a conversar desde cedo. Tomei progesterona por alguns meses e ela ficou bem. Tudo se desenvolveu normal.

Quando ela estava na barriga, cantávamos parabéns pra ela toda noite, só assim ela parava de se mexer, quando ela nasceu e veio chorando pro meu colo, cantei parabéns, ela reconheceu minha voz e se acalmou.

Falo com ela todos os dias, mas hoje sou eu que me acalmo a ouvir a voz dela.
Feliz 7 anos que te descobri.
Obrigada por me escolher.
Te amo.

37784104_2013149195396772_5260731322896220160_n

Anúncios

Doce e simples

dsc_0526

O dia é longo e cansativo
Agitado e estressante
Me peguei algumas vezes levantando a voz.

Mas aí chega a noite, a calma, o silêncio e a paz.
Ela adormeceu e eu me pego do lado da sua cama, depois de tudo feito, tudo acabado, depois de tudo eu ainda paro, só pra olhar e repetir pra ela e pra mim mesma o quanto eu a amo, o quanto ela é linda, o quanto eu me orgulho de tê-la em minha vida.

Ela não me viu, não me ouviu. Ela só dorme, enquanto eu só quero abraçá-la forte.

Hoje o dia acabou, mas amanhã eu vou acordar e tentar ser melhor
Melhor pra ela
Melhor por ela
Eu vou dizer o quanto a amo, uma, duas, muitas ou quantas vezes for necessário, pra que ela entenda que eu amo mais que tudo nessa vida.

Se você consegue perceber que precisa também, quando acordar amanhã, tente ser melhor comigo.

ALERTA DE VÍRUS CONTAGIOSO!

dsc_0748

Hoje voltando do trabalho, com minha filha, peguei o metrô e ela sentou-se no meu colo. Duas estações depois e o metrô lotado, brincávamos de uma brincadeira boba, que implicava em nossas mãos tentar se alcançar com mais pressa. Em poucos minutos ela gargalhava em alto som, e pouco a pouco vi as faces das pessoas contagiadas com seu riso. Mesmo numa tarde de sexta-feira chuvosa, fria, cansada e apertada.

Ali eu percebi que felicidade é contagiosa, vinda de um sorriso frouxo de criança, mais viral ainda. Já tentaram me convencer do contrário, que a felicidade a gente esconde, a gente não conta, não espalha, não publica. Quem foi que inventou isso? Eu hein! O ódio, a raiva, a discórdia, o preconceito vocês querem sair por aí espalhando, mas a felicidade tem que guardar pra gente, tem que ser segredo, tem que botar no baú.

Eu tô falando de ser feliz, mas de verdade, de sentir aqui dentro do coração aquela leveza, de não se aguentar, de deixar escapar pela boca mesmo, de gargalhar, abraçar, de querer ajudar alguém, fazer o bem.

Eu tô falando de realização, de momentos que a gente tem pra se apegar nas horas em que tudo realmente parece estar ficando meio nublado. De colorir de risos, de brilho nos olhos.

Eu quero falar mais dessas palavras boas, que vão fazer bem ao seu coração, que vão despertar em você o desejo de logo ali na frente, fazer alguém ser feliz também.

Vamos ter crises coletivas de gargalhadas idiotas, é, deixe que seja idiota, qual o problema? Ri de mim, mas ri comigo.

Vamos mudar esse discurso e parar de achar que só o sofrimento, a insatisfação e a dor devem ocupar os lugares públicos. Vamos viralizar a alegria a partir de hoje, de agora. Sinta, seja e faça alguém sentir.

E não sinta inveja da alegria do outro, sinta nela a inspiração para ser feliz também. Veja na atitude feliz do outro, uma possibilidade de encontrar o seu caminho, o seu destino feliz.

É nossa vocação, a gente sabia disso lá atrás, a criança que gargalha com a mão no metrô, ainda mora dentro de você. Leve-a para brincar, não é difícil.

Se isso for doença, dá licença, mas eu quero me contagiar!

Boa noite, filha

Ela não disse nada, não pediu, nem se quer me olhou.
Apenas ali, no escuro, segurou a minha mão, para que eu também segurasse a sua. E assim, de mãos dadas, ela teve a paz que precisava.
Fechou os olhos com seu ar doce e puro de criança.
Protegida, pelo meu aperto de mão, não se sentia sozinha. Ela em paz dormiu.
E eu, mesmo no escuro, conseguia admirar a beleza de seu rosto.
Cada traço dela para mim é perfeição, como desenhada a mão.
Até o jeito que ela é respira é lindo.

Quando consigo soltar a minha mão da dela, toco seus cabelos e sinto o cheiro deles, suavemente contorno seu rosto com os meus dedos. Ela involuntariamente faz uma careta.

Eu dou uma risada silenciosa e a beijo devagar.
A cubro, e aos pés de seu ouvido desejo: boa noite, filha!

IMG_3836.JPG

Nove de março

Fica difícil não me repetir quando tenho uma musa que mereça tantas palavras que venham do fundo do meu coração. Ainda que eu me repita, não posso conter as palavras que querem sair de dentro de mim.

O dia da mulher é comemorado em 8 de março, mas foi no dia 9 que eu me descobri uma deusa.
Dia 9/03/2012, 16:01 horas, Tijuca, Rio de Janeiro. Foi assim que ela veio ao mundo pra me fazer naquele exato minuto sentir uma coisa que nunca tinha experimentando antes na minha vida e que eu não sei se é possível sentir igual. Foi naquele minuto que eu ouvi o choro dela pela primeira vez e a senti em meu braços, e a vendo instantaneamente parar de chorar e se aconchegar no meu abraço de mãe, foi aquele o momento mais incrível da minha vida!

Já se passaram dois anos desde a primeira vez que ela respirou!
Antes já era amor, foi uma preparação, foram chutes, pontapés, foi ouvir seu coração batendo em todos os exames, foram muito enjoos, foram milhões de pensamentos de como seria a vida quando ela chegasse, ansiedade ao ver suas roupinhas e as coisas que se transformavam na casa para aguardar a sua chegada. E agora já se foram dois anos e ela TODOS OS DIAS aquece a minha vida com esse mesmo amor.

Minha menina aprendeu a andar, falar, comer sozinha, escovar os dentinhos. Já gosta de se pentear e calça os meus sapatos, se aventura a brincar com a minha maquiagem e ri de si mesma quando se olha no espelho toda linda. Seu vocabulário é extenso e ela gosta de subir e descer degraus sem ajuda.
Eu não consigo explicar a maravilha que é assistir ela crescendo e evoluindo dia a dia… Não sei explicar esse sentimento que dói de tão imenso. Que saudade é essa que sufoca quando nos afastamos mesmo que por algumas horinhas.
É um amor que eu não quero que acabe…

Eu aprendo todos os dias com os meus erros e com os meus acertos e eu aprendo todos os dias ao lado dela. Com cada sorriso, cada gesto, ela me ensina com a sua simplicidade e inocência. Nos erros ou nos acertos… A gente só precisa sentir, admitir, corrigir e seguir em frente! Que eu possa sempre ensinar e aprender com ela e que seja simples e cheio de verdade.

Hoje é o dia dela, talvez ela nem entenda, ela não pede e não exige nada, o que ela precisa é de abraço, de beijo e de amor.
Nossa festa é cotidiana, é acordar juntas, caminhar de mãos dadas, brincar com os cachorros da rua, correr, escorregar, pular sem parar, cozinhar juntas, espalhar brinquedos pelo chão, inventar coisas, resignificar objetos, cantarolar, adormecer abraçadas. Nossa festa são as coisas impagáveis que vivemos.

Não podia imaginar que minha vida ganharia tanto valor com um nome de três letras.

Seja sempre bem-vinda filha, como você foi desde o dia em que te descobri, como te falei desde a primeira vez. Bem-vinda minha filha!

Meu melhor presente por toda a minha vida.

20140310-223427.jpg

Sou dela!

20140223-221804.jpg

Tento resistir e hesitar, mas é sempre mais forte que eu. Quando ela resolve sorrir, ela desconstrói meu mundo em um segundo e consegue reergue-lo com traços mais vivos.

Eu sou dela e não consigo negar que meu coração é seu por inteiro. Quando ela me abre os braços e me olha com aquele olhar de quem diz “eu te preciso”… Só consigo retribuir abrindo os meus dizendo “estou aqui”.

Faço jogo duro e cara feia pra que ela entenda que amor também é impor limite, mas ela me faz entender que com doçura é mais fácil ensinar.

São seus sorrisos, seus abraços, seus beijos, seus afagos, sua voz doce que canta músicas que eu não compreendo e é o fato de você ser minha e eu ser completamente sua.

É tudo que você me trouxe desde o primeiro instante. A mudança, a preocupação, a maturidade, a responsabilidade, é o aprendizado diário, mas é principalmente o amor novo que eu descobri em você, o amor que eu ouvia falar, mas que eu senti quando você respirou a primeira vez.

É por cada um desses dias que você veio pra iluminar a minha vida!

Eu sou sua e você é minha… Não minha de me pertencer no sentido de posse, não… Não te quero prisioneira, mas minha no sentido de minha amada, que longe ou perto nunca vai mudar.

Eu te amo, meu sorriso!