Odisseia dos círculos

O homem deve ter inventado a roda depois de olhar bem fundo nos olhos de alguém
Deve ter sido encanto enxergado no infinito de uma alma que tem janela
Os buracos negros que se escondem no fundo de cada olhar
O mistério em descobrir onde começa e onde termina o meu e o seu universo particular.

Deve ter sido com atenção
Com tempo
Com minuciosidade.

O homem animal se fez arte
E desenhou na parede círculos como olhos
Esculpiu olhares em forma de roda
Sentiu tudo girar.

Foi olhando nos olhos que o mundo evoluiu!

Redondos os glóbulos, as cabeças e os planetas
Redondas formas que compõem o universo
Nossas digitais impressas pelo mundo.

Os passos em uma valsa
Um filme dentro de uma lata
Um disco fora da capa.

As canetas esferográficas
Os anéis de compromisso
Os nós que insistem e ficam.

As entradas de um cenote
O contorno da Lua cheia
Uma antena parabólica
E as escotilhas para um paraíso.

Nossos círculos sociais
Nossas rodas de conversas
Os giros que vida dá.

Redondos os núcleos, caroços e interiores
Redondas flores, frutos e sementes.

As galáxias
O tudo
E os olhos
Que enxergam o mundo de maneira diferente quando olham com profundidade uns para os outros.


Anúncios

De si

Imagem
Cada um sabe o que grita no seu silêncio e compreende o motivo pelo qual cala.
Sabe cada um de si quando a pauta é o que vem de dentro. Conhece cada indivíduo o seu próprio labirinto, os caminhos que trilha e os caminhos que nunca trilhará.
Entende cada um os motivos de suas recusas ou de seus aceites.
Ninguém é transparente a ponto de não ter algo a ser descoberto. A cada passo somos alguém em um novo lugar. Nada que te define hoje pertencerá para sempre, porque a vida de ninguém permanece inerte ainda que escolha assim ficar, se nada muda em você, tudo muda a sua volta e o mundo muda sem parar.
Não é permitido ser sempre  o mesmo e dizer: “-Sou assim e nunca vou mudar!”. Muda você por si só ou muda o mundo e te deixa parado em algum lugar do passado.  
Nas escolhas que você faz, opte por olhar para frente e para lá seguir. Não conte aos quatro ventos sua alegria ou sua tristeza, mas aprenda com elas a caminhar e se fortalecer.
Não tenha medo de mudar e mude para melhor.

A Lógica da vida ou a Bio Lógica

Imagem

Todo mundo fala sobre o equilíbrio, a necessidade da temperança em todas as coisas, o ponto médio, o meio termo, a medida. A gente expressa de mil formas e com mil expressões, usamos e repetimos sempre a mesma coisa, mas nem sempre nos damos conta dessa medida real.

A vida tem uma lógica com um sentido tão comum quanto a fisiologia…
Há momentos de picos de êxtase, muitas emoções, muitas alegrias, muitos sorrisos, muitas festas, muita coisa boa. Muita coisa que é muita… Nesse momento todo o combustível é queimado com mais velocidade.
Há outros momentos em que tudo desacelera, tudo fica tedioso, chato, sem novidade, massante, rotineiro. O ritmo fica tão lento que parece que o tempo passa muito devagar e os momentos são tortuosos. É exatamente nesses momentos que se explica a ligação com a fisiologia… Como no metabolismo, onde quando o corpo entende que você precisa de reservas, ele poupa, nessas horas as boas memórias são exatamente assim.  Você precisa se lembrar das coisas boas que já aconteceram pra que possa ser impulsionado a superar os momentos difíceis.
Boas memórias são como as reservas que te suprem as necessidades nos momentos de crise, relembrar que tudo nem sempre foi tão triste, tão ruim. É importante saber que você, a mesma pessoa entediada de agora, já esteve na companhia de pessoas muito boas, em lugares fantásticos e que essa também é parte da história da sua vida e que foi maravilhoso poder viver e construir tudo isso.

Toda fuga de rotina só é boa se houver uma rotina…
Tudo que é fenomenal, maravilhoso, incrível, fantástico e todos os outros adjetivos só tem essa qualificação se existir o comum logo ao lado de cada um deles. A partir do momento em que a vida se torna só o SUPER, o super vira o comum e o comum vira o chato e aí deixa de existir.

É preciso uma pitada de sofrimento para humanizar a vida, só a felicidade é capaz de te desligar do mundo real e te fazer perder a capacidade de desfrutar do que é bom.
Os momentos não tão bons podem ser a incubadora de outros grandes feitos… Quem sabe não é a partir daí que um certo click acontece para iniciar um outro renascimento, mudando a fase, começando outro ciclo.

Que você entenda melhor o seu “metabolismo vital” e que saiba usufruir dos seus momentos bons e ruins. Que aproveite cada um deles e que se sinta feliz por ter a capacidade de viver tanta coisa.
Construa sempre coisas boas a partir de qualquer experiência e conte sempre com as pessoas boas e as que te fizeram aprender algo e também as que você teve a felicidade de encontrar na vida. Conte com elas ao seu lado ou nas suas memórias, tudo sempre será útil!

 

 

 

ao meu melhor amigo com carinho.