Rio de Janeiro 20/06/13 Noite do Terror GRATUITO – CHANGEBRAZIL


 

Imagem

 

Ontem foi um dia com histórias que eu ainda vou contar por muitos anos!
Estou sentindo muitas coisas misturadas, apesar do cansaço eu não dormi direito!
É raiva, indignação pela violência que eu vi e ao mesmo tempo uma motivação muito maior pra continuar lutar por tudo em que acredito!

Ontem eu não coloquei minha filha pra dormir, eu não cantei para ela! Ontem eu fui para rua, com uma câmera, um celular, uma garrafa d’água e meu documento de identidade! Ontem eu sai pra lutar pra que a minha filha tenha muitas noites de sono tranquilas, pra que ela durma e acorde num país digno!

Eu me encontrei com muita pessoas que tinham o mesmo ideal que eu, essas pessoas eram de muitas cores, religiões, idades…Eram todos brasileiros!

Aquele povo todo quebrou o silêncio da noite com canções de ordem, gritos de justiça e palavras de amor pelo país! A gente sorriu, dançou, brincou e aplaudiu, porque o brasileiro é essa alegria de viver, essa festa carinhosa!!!

Quando eu já procurava um modo de voltar pra casa, ainda antes das 21h da noite, percebi que a polícia vinha na direção contrária e sem razão aparente começou a atacar!
Muita gente ficou com medo de confusão e tentou correr para longe, pois haviam idosos, crianças.
Tentamos evitar a correria para que ninguém se ferisse!
Ao chegarmos em duas entradas do metrô Uruguaiana demos de cara com as portas trancadas, seguimos pela rua Buenos Aires e começamos a ver mais correria e mais bombas, viramos em outra rua que eu não sei o nome, a polícia veio de moto atrás de nós jogando bomba, formando um cordão que nos empurrava pro Largo da Carioca! Moradores de rua mais a frente de nós acordaram em pânico, um dono de uma loja abriu a porta depois que batemos gritando socorro! Eu fui para o meio da rua e levantei os braços para que eles não atirassem e outras pessoas fizeram o mesmo e fomos caminhando sobre a mira da policia até o Largo da Carioca.
Chegando lá muita gente querendo ir embora, mas fecharam o metrô e enquanto isso muitas bombas explodiam em torno de nós!
Quando centenas de pessoas estavam junto a grade do metrô eles jogaram outra bomba lá dentro e tivemos que sair correndo pois o cheiro era forte demais.
Muita gente foi em direção a Cinelândia e estávamos indo também. Atrás de nós a fumaça da bomba se misturava com o lixo queimado, começaram a depredar uma cabine de policia. Decidimos não ir mais no fluxo das pessoas. Nos escondemos numa porta do metrô fechada e ficamos abaixados um tempo, vimos a policia na esquina da Presidente Vargas. Fomos andando na direção da fumaça e voltamos ao Metrô, nesse momento as portas estavam abertas e a entrada liberada, mas tinha muito gás ainda. Foi assim que conseguimos sair dali. Tivemos sorte de não ter sido feridos com gravidade.

Nessa mesma noite a polícia invadiu a Lapa e atirou bombas em várias pessoas que estavam nos bares sem saber de absolutamente nada. Muito gás, muito spray de pimenta… Muita violência… Inútil..

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s