Por, para e com amor. Sempre!


Ái ái ái
Como a gente sofre por amor.
Sofre pelo que faz, pelo que não faz, pelo que devia ter feito.
Sofre pelo que diz, pelo que não diz, pelo que vê, pelo o que acha que viu, por pensar demais, por pensar de menos.
A gente chora, grita, sorri, abraça, briga, faz as pazes e briga de novo. A gente aprende o significado de intensidade. O amor é intenso, porque quando se ama todo sentimento é exagerado. Se é bastante feliz, muito apaixonado, exageradamente dedicado, perdidamente encantado, muito ciumento, muito grudento, muito isso, muito aquilo, muito, muito, demais, pra caramba, de montão, à beça…
Sempre assim, se for pouco não é amor! O amor sabe pouco sobre o que é pouco, mas o amor sabe que precisa ser muito e sabe querer muito tempo! Tempo para amadurecer, para aprender e tempo para querer ser sempre maior.
Amor é coisa pra maluco, e como me sinto feliz por ser assim tão anormal.
Quero sempre e quero muito, não quero sem medidas, mas quero uma medida bem grande!

Que eu ame hoje e ame sempre e que o amor faça de mim sempre menos egoísta, que eu pense no outro, saiba perdoar, aprenda a ouvir e queira dividir, que eu partilhe com o mundo sempre esse sentimento bom. Que o amor se espalhe e que o mundo seja feliz, não só para mim, mas para quem eu amo!

Amo sempre e amo muito!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s