Eu quero


Eu tenho surtos criativos e surtos de falta de criatividade. Eu não entendo bem quando eles vem e quando vão e nem como acontecem. Pode ser o excesso ou a falta de algo, não sei!

Um tempo atrás eu me preocupava em ter coerência entre todas as coisas que eu escrevia, mas deixei de lado essa necessidade. Para que ter a mesma opinião sobre todas as coisas ontem e hoje, se amanhã eu não serei mais a mesma? Como quis dizer Descartes: “-Penso, logo mudo de ideia”

Que mudem as idéias, mas que elas continuem sempre existindo, que elas jamais me abandonem. Que ter diferentes motivações para escrever não seja o problema, mas que eu não deixe de maneira alguma de me incomodar.
Acomodação não é bom sinal. Quem se acomoda passa a ser espectador e passa a aceitar que a vida é assim por isso ou aquilo e que não pode e não vai mudar.
Eu acredito que a mudança começa em mim e que as atitudes em cadeia são capazes de sacudir o mundo.

Eu quero escrever e quero acreditar. Acreditar em mim, nas pessoas e no mundo, acreditar na força das minhas palavras. Quero seguir a diante, olhar para frente.

Quero fazer estórias e escrever a minha história.

Anúncios

2 comentários sobre “Eu quero

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s