Permitir-se!


Tem sempre aquela hora, minuto ou instante da vida, em que você sente um frio porque sabe que grandes mudanças estão chegando!

É meio embaraçosa a sensação de não saber o que vem depois. Um certo medo de encarar o desconhecido. É como andar no escuro em uma casa desconhecida. Você não está ambientado, tudo é confuso, as mãos não encontram o interruptor e os pés esbarram nos móveis.
Mesmo em meio a estranhezas, medos, receios e outros afins, eu acredito que as mudanças sempre podem ser boas! Sempre são novas chances de recomeçar! Se há erros, corrigi-los; se há medos, enfrentá-los; se há dúvidas, saná-lás!
A vida é circular na minha opinião, quer dizer… Ela é cíclica, circular não! Círculos param no mesmo lugar que começaram, mas quando ela é cíclica ela dá voltas e voltas, mas é um movimento progressivo.
Hoje eu sei que sentir medo não é sinônimo de fraqueza, nem demonstração da minha fragilidade. Sentir medo é humano! Saber canalizar essas emoções de maneira construtiva é que vai fazendo a diferença dia a dia. É transformar o sensacional, o sobrenatural, o extraordinário… Como diria Che Guevara: “ Quanto o extraordinário se torna cotidiano é a revolução”. Nós não falamos aqui de nenhuma revolução armada… mas serve de exemplo!
Acordar, levantar a cabeça e sorrir pro dia, porque antes dar um passo para frente e se arriscar a cair e poder levantar, do que ficar a vida toda inerte a pensar no COMO TERIA SIDO SE!
E é isso aí… Hoje eu acordei assim!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s